refletir

Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante.



quinta-feira, 23 de dezembro de 2010



Que bicho é esse?
Esse bicho é o Bicho-da-farinha.
Bicho-da-farinha é o nome dado as larvas do Tenebrio molitor, um besouro do género Tenebrio, de cor preta ou pardo-escura, que constituem pragas bastante vulgares.
Como todos os insetos holometabólicos, atravessa quatro estágios na vida - ovo, larva, pupa, e adulto. As larvas medem cerca de 2,5 cm e os adultos têm entre 1,25 e 1,18 cm de comprimento.
Uma fêmea pode efectuar a postura de cerca de 300 ovos que aderem as partículas do substrato e eclodem após 15 dias, vivem por cerca de 60 dias.
Os bichos-da-farinha são comumente usados para alimentar répteis e aves de estimação. São também muito usados como isca de pesca.


Besouro-hércules
O besouro-hércules é um coleóptero.
Habita os bosques tropicais e equatoriais da América Central e do Sul. É um dos maiores besouros que existem, já que os machos adultos chegam a alcançar 17 cm de comprimento incluindo seu enorme chifre torácico. É o maior das espécies conhecidas do género Dynastes, e só existe duas espécies de besouros maiores do que ele.
Os machos da espécie possuem dois chifres, um na parte superior da cabeça e outro no tórax, em algumas ocasiões este chifre costumam crescer a ponto de ficarem maiores que o próprio corpo. Estes chifres não aparecem nas fêmeas, já que a espécie apresenta um grande dimorfismo sexual. A finalidade destes apêndices está relacionada com a reprodução, já que os machos os utilizam como "armas" em seus combates pelas fêmeas.
Alem de não possuírem chifres, as fêmeas são bastante menores e apresentam uma coloração mais escura que a dos machos, que possuem élitros de cor amarela com manchas pretas.
É comum dizer que o Besouro Hércules é o animal mais forte do mundo em relação ao seu tamanho, sendo capaz de carregar 850 vezes seu próprio peso.
A larva deste besouro dura de um a dois anos e alcança 110 mm e pesa 120 gramas. Na maior parte do tempo vive perfurando a madeira em descomposição, que é a sua maior fonte de alimento. Após este período a larva se transforma em pupa, onde ocorre a metamorfose da qual o emerge o besouro adulto, que se alimenta de frutos caídos no solo.


Que bicho é esse?
Este bicho é o Bicho-da-seda.
Bicho-da-seda é a larva de uma espécie de mariposa usada na produção de fios de seda. Este inseto é nativo do Norte da China mas encontra-se atualmente distribuído por todo o mundo em quintas de produção de seda, denominada sericicultura.
O bicho-da-seda alimenta-se de folhas, preferencialmente de Amoreira mas também de folhas de alface ou ainda ração, ao longo de toda a sua fase de vida larval. Ao fim de um período de pouco mais de um mês, a largata torna-se amarelada e começa a segregar um casulo onde se dará a metamorfose para o estado adulto. É esse casulo que serve de fonte para a seda.
A largata do bicho-da-seda consegue ficar de 24 a 30 horas quieta sem se mover, e não consegue passar um dia sem comer.
É importante ressaltar que a produção de fibra do bicho-da-seda criou a rota da seda, responsável pelo desenvolvimento do comércio da Ásia, Oriente, Extremo Oriente e a Europa, permitindo não somente o desenvolvimento económico, mas também, uma grande troca cultural e científica entre povos tão diversos.

Insetos em exposição
Quase sempre, quando se pensa em insetos, vem a sensação de que esses bichos são incômodos, como as moscas e suas companhias limitadas. Mas o Museu do Instituto Biológico, em São Paulo, resolveu fazer uma exposição a planeta inseto para desmistificar essa ideia e mostrar a importância desses organismos na vida humana. Hoje existem mais de 1 milhão de espécimes conhecidas e acredita-se que ainda há pelo menos outras 7 milhões a serem descobertas.
Neste verdadeiro zoológico de insetos será possível ver de perto vários deles em atividade. É o caso das abelhas (produzindo mel), das largatas e os seus fios de seda, das formigas trabalhando em seu sistema organizado e dos cupins reciclando material orgânico, entre outras atrações . Os visitantes terão a sua disposição, além de painéis interativos, microspios para observação dessas criaturas.
O projeto é coordenado pelo Instituto Biológico, órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

sábado, 27 de novembro de 2010







Cobra cega
Embora pareça uma minhoca e tenha o nome popular de cobra-cega, ela é um anfíbio. Pertence a uma ordem que reúne 165 espécies que estão entre os anfíbios mais primitivos.
Não têm patas, os olhos ficam debaixo da pele ou, às vezes, sob os ossos do crânio.
A cobra-cega atinge 40 cm de comprimento e 16 mm de diâmetro este exemplar que esta em minha mão é um filhote.
Seu corpo apresenta 85 a 95 sulcos transversais. Pode ser encontrada em túneis a cerca de 1m de profundidade.
Segundo pesquisas recentes, o filhote se alimenta da pele da proria mãe.
"Não apresenta nenhum perigo ao homem porem quando acontece o encontro com o homem a cobra-cega geralmente é morta por ser confundida com uma serpente"






Peixe espada

O peixe espada chega a atingir até 3,5m de comprimento, possui corpo alongado com a cabeça cônica e a cauda pontiaguda (semelhante a uma espada), boca prognata com fortes dentes, nadadeira dorsal interiça e anal com espinhos. É muito encontrado no comercio e também na pesca esportiva. Como o atum, o peixe espada pertence ao grupo dos peixes azuis, que possuem maior quantidade de gordura ômega-3, parecida com a vegetal, de tão saudável.
A carne deles também contém mais selênio do que a dos peixes brancos.

Curiosidades
É um peixe muito apreciado na Região Autónoma da Madeira, onde é capturado e abundantemente consumido. São vário os pratos tradicionais madeirenses que têm como ingrediente este peixe, sendo famosos o de peixe espada acompanhado por banana.
No Brasil apesar da carne ser excelente a pouca valorização comercial.

Aviso aos pescadores
Muito cuidado ao retira-lo do anzol ou manuzea-lo, pois uma mordida deste peixe pode amputar um dedo ou causar sérios ferimentos.


sexta-feira, 26 de novembro de 2010


A lenda da Tesourinha.
Tesourinha é o nome popular que se da ao inseto com um longo corpo liso de cor marrom escuro ou preto e um par de pinças no final do seu abdómen chamado de cercos.
Seu nome vem da lenda de que este inseto a noite entraria nos ouvidos humanos, fura os tímpanos, chega até o celebro e la deposita seus ovos.
Mas não se assuste, pois se trata de um bichinho totalmente inofensivo ao homem.
São animais de hábitos noturnos, escondendo-se em abrigos como fendas e buracos em paredes ou debaixo de galhos durante o dia, são bem ativos durante a noite saindo de suas tocas a procura de alimento o que já desmente o fato de que a noite eles entram no ouvido de alguém.
Alguns insetos de hábitos diurnos até poderiam confundir uma orelha com uma toca, pois também procuram por fendas e frestas para se abrigarem, mas não é o caso da tesourinha.
Em algumas regiões do Brasil são consideradas como pragas para as lavouras mas não é um animal peçonhento e não ataca o homem.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010


















Adote um amigo
Chow chow - R$ 2,500 reais
Labrador - R$ 1,500 reais
Poodle toy - R$ 1,000 reais
Pinscher - R$ 500 reais
Custo para manter um cão de raça - mínimo de R$ 500 reais mensais
Adotar um cachorrinho abandonado e fazer uma grande diferença em sua vida, não tem dinheiro que pague.
Adotando um animal seja ele cão ou gato você estará realizando um grande gesto de amor e carinho e alem disso estará dando um bom exemplo para as crianças.
Você estará fazendo a diferença na vida deste animal que só conheceu desprezo, ingratidão e a dor de um amor incondicional não correspondido.
Cães de raça também podem ser adotados uma vês que 30% dos animais abandonados são de raça. Geralmente são comprados como se fossem roupa da moda só que quando a moda passa são abandonados como tal.
Lembre-se da responsabilidade de adotar um animal, verifique se você esta preparado para recebê-lo, pois ele precisa de espaço, atenção e carinho.
Verifique as suas condições financeiras para despesas com ração, higiene, remédios e alguns cuidados veterinários.
Procure uma ONG na sua cidade ou adote direto do centro de zoonoses.


"Grandes amigos são unidos pelos laços da solidariedade e da gratidão".

quinta-feira, 28 de outubro de 2010


Que bicho é esse?
Esse bichinho simpático é o Bicho-pau.
Bicho-pau é o nome dado aos insetos que são semelhantes a um pedaço de madeira ou graveto.
É um inseto herbívoro e totalmente inofensivo. Nas cidades, pode ser encontrado em goiabeiras. Tem um ótimo disfarce contra predadores.
Uma curiosidade sobre o bicho-pau é o seu andar, ele anda devagar e se balançando, assim ele simula um galho acariciado pelo vento. Quando adulto, os machos diferenciam-se das fêmeas por serem menores, mais finos e possuírem pequenas asas que lhe permitem realizar pequenos voos.
Não confunda mimetismo com camuflagem.
O mimetismo é comummente confundido com a camuflagem, no entanto são processos distintos.
Mimetismo - Semelhante a camuflagem, só que ao invés de se parecerem com o meio ambiente em que vivem, os animais tentam parecer com outros seres vivos exemplo do bicho-pau que é parecido com o galho de uma planta.
Camuflagem - Quando o animal pode ter a capacidade de ficar praticamente invisível ao se mistura com o meio em que vivem para tirarem alguma vantagem, se esconder ou atacar.

terça-feira, 12 de outubro de 2010















Formiga-Tocandira.


A tocandira é uma espécime bastante agressiva possui um ferrão, cuja picada é violentamente dolorosa.

Algumas tribos de índios brasileiros submetem seus adolescentes a um ritual de iniciação sexual que consiste em expô-los, a fim de testar sua valentia, as terríveis picadas da tocandira. Só os jovens que resistem a prova, por volta dos 14 anos de idade, são tidos por estarem prontos para o casamento. São colocadas varias formigas ou dentro de uma espécie de luva ou cuecas feitos de palha e os jovens tem que vestir, aguentando sem chorar as violentas picadas.
As picadas no homem causam manchas e calombos na pele, mal-estar generalizado e vómitos. A dor, profunda e penetrante, é sentida por períodos de 12, 24 ou ate 48 horas.
Compressas de agua quente, na região atingida, auxiliam a difusão e consequente neutralização do veneno.


" tive a triste oportunidade de experimentar uma ferroada de Tocandira, fas muito tempo mas lembro da dor até hoje."

domingo, 26 de setembro de 2010





Jabuti-piranga.

Vocês sabiam que existem dois tipos de jabutis? tem o jabuti-tinga ou jabuti amarelo e o jabuti-piranga. mostrei a vocês o jabuti-tinga e agora vou apresentálos o jabuti-piranga.

O jabuti-piranga ou jabuti vermelho vive em regiões mais abertas, como a borda das matas e os campos dos cerrados, é a espécie mais conhecida. Infelizmente, pelos mesmos motivos, ele é caçado com frequência para consumo da sua carne e para a venda como animal de estimação, atividades proibidas por lei. No Brasil, aparece dos estados da Amazônia até o norte de São Paulo.

Se você possui um jabuti como animal de estimação alem de legalizá-lo junto a um órgão competente você deve cuidar da higiene do animal e da sua própria. Você deve sempre lavar as mãos antes e depois de pegá-lo ou acariciá-lo. Sabe por que? Os repteis podem abrigar salmonelas (bactérias ) em seus corpos que, quando ingeridas por nós, causam doenças como a febre tifóide e a gastroenterite aguda.

"A compra e venda de animais silvestres é crime, não incentive esta pratica e lembre-se se não tiver quem compra não vai existir aquele que vende".
















Aracnofobia


Aracnofobia é o medo de aranhas. É a mais comum das fobias, e possivelmente a fobia de animais mais extensa. As reaçoes dos aracnofóbicos parecem frequentemente bem irracional às pessoas e ao próprio afetado mesmo. Tentam permanecer longe de todo local onde pensam que habitam aranhas, ou onde observam aranha. Se verem uma aranha perto de algum lugar onde vão entrar, evitam entrar nesse lugar, mesmo que a distancia entre o local e onde esta a aranha seja grande, terão antes que fazer um esforço para controlar seu medo, que caracteriza na respiração rápida, por taquicardia e por náuseas.

Como um animal relativamente pequeno pode causar um medo tão grande? que elas assustão é verdade, pois são animais rapidos, peludos, e cheios de pernas. No cinema são mostrados como animais assassinos e que atacam o homem sem nenhuma provocação. Mas a verdade é que são animais tranquilos e se não forem incomodados não farão mal algum a ninguém, temos que trata-las com respeito, pois são muito importantes para o equilíbrio ecológico como grandes controladoras de insetos.

O medo de aranha ou qualquer tipo de animal deve ser tratado com cuidado e atenção por um especialista. Eu mesmo tenho pavor de taturanas (Lagartas de fogo) e provavelmente vocês não vão me ver com uma nas mãos. Mas isso não me da o direito de sair matando todas lagartas que ver, pois apesar das nossas limitações temos que viver em harmonia com a natureza.



sábado, 18 de setembro de 2010


Libélula
Libelulas são insetos de abdomem alongado. Possuem dois pares de asas, de envergadura que varia entre dois e vinte centímetros, e que podem funcionar separadamente, de acordo com a forma e velocidade de vôo. Podem bater suas asas até 50 vezes por segundo e atingir cerca de 90 km/h, com condições de se manter no ar por 5 horas diárias.
Os olhos compostos possuem excelente visão e auxiliam na busca por alimento e fuga de predadores. Alimenta-se de girinos, peixes juvenis e outros insetos inclusive alguns da própria espécie.Vivendo próximos a regiões de água limpa - local onde vivem no estagio larval - podem ser considerados bioindicadoras de qualidade ambiental.
Assim que uma libélula nasce, permanece no ambiente aquático por cinco anos, passando por várias metamorfoses até adquirir forma adulta.
No momento em que sofre a última muda, a fim de tranformar-se em inseto voador, sobe pela haste de alguma planta e se mantém imóvel até o rompimento do último exoesqueleto e após aproximadamente três horas, esta pronta para alçar vôo e completar o ciclo da vida, buscando um parceiro a fim de perpetuar a espécie.




Que bicho é esse?
Que bicho é esse? muitas pessoas acham que conhecem este bichinho, mas na verdade ele é muito confundido com a lacraia.
Conheçam agora o Piolho-de-cobra e as principais diferenças dele com a lacraia.
Primeiro ele não possui ferrão apenas glândulas que produzem uma substância mal cheirosa eliminada através de furinhos mínimos.
Outra defesa do piolho-de-cobra é que quando tocado ele se enrola todo.
É de hábitos diurnos e vegetariano. Tem dois pares de patas articuladas por segmento.
Já as Lacraias são animais peçonhentos cujo veneno é perigoso ao homem, possuem hábitos noturnos e são carnívoras.
Possuem um par de pata articulada por segmento. Têm o comportamento de levantar a cauda, quando ameaçadas. No entanto, não é na cauda que se encontra os ferrões e sim nos maxilípedes próximos a cabeça.
Como puderam ver são animais bem diferentes, mas na duvida é melhor não manipular o animal e sim evitar qualquer tipo de contato.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

trafico de animais..

As bruxas
Segundo a crendice a mando das mulheres, em noites de lua
Cheia fechava-se tudo mais cedo e as crianças tapavam cada buraco com papel ou palha de bananeira: frestas janelas e portas todo cuidado era pouco para impedir que as bruxas passassem para dentro de casa, pois algumas empurravam a bucha e vinha chupar o pescoço e os braços das crianças e ate dos nenês nos berços.
Hoje em dia não tem mais bruxas por ai.
Há um certo fundamento, sim, na relação entre as crendices sobre os males causados pelas bruxas e as mariposas insetos de hábitos noturnos das áreas rurais.
No entanto, não há nesta ideia nenhuma relação com a verdade, pois a natureza das mariposas-bruxas não contem o menor traço de agressividade.
Mariposas e borboletas têm papel fundamental na polinização das flores e na cadeia ecológica.
De fato quando em contato com a pele, a penugem de alguns tipos de mariposas realmente podem provocar dor, vermelhidão e inchaço, evoluindo para dermatites - o que explicaria a ideia entre os nativos de que as mariposas-bruxas "chupavam" as crianças, que depois ficavam enjoadinhas e chorosas. Alguns casos que não eram bem tratados tiveram casos que evoluíram ate o óbito de algumas crianças isso teria contribuído para ampliar as crendices sobre o perigo das mariposas-bruxas.
Esses acidentes porem são pouco comuns. Os acidentes mais relatados, na verdade são os que ocorrem na fase de lagarta das mariposas e que provoca apenas efeitos irritantes nos casos mais comuns.

sábado, 21 de agosto de 2010

Troca de pele.

Ao contrario das pessoas, que descamam constantemente a pele gasta soltando minúsculos pedaços, as cobras trocam as suas escamas e a pele externa de uma vez só durante um processo chamado de troca de pele.
Quando a pele e as escamas começam a ficar gastas pelo tempo e atrito, a epiderme começa a criar novas células para separar a pele velha da camada interna que esta se desenvolvendo. As novas células se liquefazem, fazendo a camada externa amolecer. Quando a camada externa esta para cair, a cobra raspa as margens da sua boca contra uma superfície dura, como uma pedra, até que a camada externa comece a se enrolar ao redor da cabeça.
Ela continua se raspando e rastejando até ficar completamente livre da pele morta. O processo de troca de pele, que leva cerca de 14 dias , é repetido de tempos em tempos alguns dias ou até alguns meses.

" Esta pele que encontrei em Ibiuna SP, pertencia a uma dormideira"




Tucano.

São designadas por tucano as aves da família Ramphastidae que vivem nas florestas da América Central e América do Sul.

Possuem um bico grande e oco. A parte superior é constituída por trabéculas de sustentação e a parte inferior é de natureza óssea. Não é um bico forte, Já que é muito comprido e a alavanca (maxilar) não é suficiente para conferir tal qualidade. Seu sistema digestivo é extremamente curto, o que explica sua base alimentar, que as frutas são facilmente digeridas e absorvidas pelo trato gastrointestinal. São monogâmico territorialistas (vivem e se reproduzem em casal isolado)

O tucano ainda é uma espécie ameaçada de extinção, entretanto tem sido capturado e traficado para outros países a fim de ser vendido em lojas de animais. Isto tem como consequência a diminuição de sua população nas florestas, pondo em risco a variabilidade genética, como também a morte de muitos animais durante o transporte.

" O trafico de animais esta em terceiro lugar no Brasil, só perde para o trafico de drogas e armas"





Lagartixa-preta.

Espécie de porte pequeno, mede até 30 cm de comprimento, incluindo a cauda. Possuem coloração escura com manchas mais claras. Ocorre em todo Brasil, exceto na Amazônia. Estão sempre associados a formações rochosas expostas, geralmente em borda de mata. Também são comuns em áreas habitadas pelo homem.

Fogem ao menor sinal de perigo, sendo difícil capturar, eu mesmo dei muita sorte por ter conseguido. Costumam ser encontrados em grandes grupos sobre a mesma pedra, tomando sol nas horas mais quentes do dia.






Que bicho é esse?


Esse bicho é o Corrupto, calma não se trata de um politico ladrão mas sim de um crustáceo. Vivem em praias rasas de areia fina, próximos à linha d,agua, em profundas tocas verticais escavadas na areia. Quanto maior o buraco, maior o animal que nele habita.


Alimentam-se de matéria prima orgânica em decomposição e de pequenos animais. Nos buracos cobertos pela água, o Corrupto estará mais próximo à superfície. Sua captura é possível com a ajuda de uma bomba de sucção.


Dicas para os pescadores.


Geralmente seus buracos ficam expostos apenas durante as marés bem baixas, verifique o dia mais adequado, em um horário em que a agua esteja em seu ponto mínimo. A estrutura do Corrupto é extremamente delicada, devendo ser amarrado ao anzol com elastricot, sem apertar demais. Pode-se isca-los inteiros ou em pedaços, esticados ou dobrados formando uma "bolota" e boa pesca.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010



Sagui-de-tufos-brancos

É o sagui mais conhecido e comum. São animais de pequeno porte com peso entre 350 e 450 gramas, pelagem estriada nas orelhas e mancha branca na testa. Coloração geral do corpo acinzentado-claro com reflexos castanhos e pretos. A cauda é maior do que o corpo e tem a função de garantir o equilíbrio do animal.

Podem se contaminar com doenças comuns a animais domésticos nas áreas urbanas, inclusive havendo a possibilidade de se tornarem agentes transmissores de raiva. São animais curiosos, podendo se tornar agressivos caso se sintam ameaçados, portanto é bom evitar contato e não ter este animal como bichinho de estimação lembrando que é um animal silvestre protegido por lei.

Tem hábitos diurnos e costumam viver em grupos. Raramente descem ao solo. Alimenta-se de insetos, aranhas, pequenos invertebrados, ovos de pássaros, e frutas.

sábado, 7 de agosto de 2010

Diga Não aos Rodeios



Que bicho é esse?

Esse bicho é o opilião. Os opiliões são inofencivos e caracterizam-se pelas pernas articuladas excepcionalmente longas em relação com o resto do corpo. Apesar das semelhanças superficiais com as aranhas, com as quais são geralmente confundidos, estes aracnídeos representam um grupo distinto. Sua defesa são aberturas de glândulas odoriferas (ou de cheiro). Essas glândulas secretam um líquido de cheiro característico quando o animal é perturbado.

terça-feira, 3 de agosto de 2010





Passeio a cavalo / Equoterapia

Todos conhecem e admiram o valor do cavalo na vida de uma pessoa e como tem sido útil para evolução da humanidade. O que muitos não sabem é que o contato com esse animal pode também trazer benefícios as pessoas com deficiência, por meio da equoterapia. O cavalo é um animal dócil, de porte e força, que se deixa montar e manusear, transformando-se em um amigo para o praticante, que cria com ele um importante laço afetivo. Essa relação de confiança é essencial na sua recuperação,proporcionando ganhos não apenas no aspecto físico como também psicológico, possibilitando á pessoa em terapia uma boa dose de motivação e auto-estima para seguir em frente alcançar a sua reabilitação. Passeios a cavalo como o que pude fazer em Ibiuna SP por trilhas de mata fechada, também é ótimo para os amantes de eco turismo.

" A terapia só pode ser indicada após avaliação medica, pisicológa e fisioterapêutica"



Besouros

Os besouros, também chamados de escaravelhos, são insetos coleópteros. Estes animais são caracterizados principalmente pelo par de asas anterior endurecido, conhecido como elitros. A ordem dos coleópteros é a que tem maior número de espécies dentre todos os seres vivos cerca de 350 mil sendo portanto o grupo animal mais diverso que existe.

Os estagios da vida dos besouros divide-se em quatro. O primeiro estagio é o ovo. O estagio larval começa depois que o ovo amadurece e eclode. Mudam de pele varias vezes enquanto estão crescendo. Alguns besouros permanecem no estado larval, comendo e crescendo, durante três ou quatro anos. Finalmente as larvas mudam e entram no estagio de repouso dai vem as pupas e finalmente surgem os besouros adultos alados.

domingo, 1 de agosto de 2010




Tatu -Galinha.
O tatu-galinha é um tatu encontrado dos Estados Unidos ao Norte da Argentina e Brasil.
Este encontrei em Minas Gerais em uma viagem que fiz a Carangola.
Tal espécie de tatu possui carapaça quase inteiramente nua, bastante convexa e lateralmente comprida com oito cintas de placas móveis, cabeça alongada, olhos pequenos, orelhas grandes, cauda comprida, cônica e de ponta fina.
O nome "galinha" vem do fato do tatu possuir pelos parecidos com penas em suas patas. Ele pode chegar a 10 cm quando adulto e possui um casco conhecido como casco blindado que o protege contra predadores.
Este animal é muito caçado pelo homem, o que vem reduzindo as populações em alguns locais em ritmo bastante sério.
Saúva

Saúva é a designação comum às formigas, especialmente a içá ou tanajura, rainha das formigas, revoa em dias claros do começo da estação chuvosa e, fecundada, inicia um novo sauveiro. Trás no aparelho bucal uma bolota de fungo de seu formigueiro natal e a regurgita no novo sauveiro, irrigando-a depois com sua matéria fecal.
Cerca de 99% das içãs não chegam a formar sauveiros maduros.
Culinária.
Diversas espécies eram consumida pelos índios brasileiros fritas em salmoura e misturadas com farofa.
Essa tradição foi passada para os sertanejos e tropeiros, os quais ainda nos dias atuais não deixam a tradição ser exterminada.
Também no nordeste brasileiro as tanajuras fazem parte de um cardápio exótico, sendo iguaria em mercados públicos.

"Aperitivo de formiga rico em proteínas e gosto de amendoim. Eu mesmo provei varias vezes com farinha e recomendo a todos, pois é muito saboroso".








sábado, 10 de julho de 2010





Ema

A ema é considerada a maior ave brasileira. Apesar de possuir grandes asas, não voa. usa as asas para se equlibrar e mudar de direção na corrida. O macho constrói o ninho em uma depressão no solo, forando-o com capim. Cada femea é capaz de pôr de 10 até 30 ovos.





Jabuti

Na certa você já viu um jabuti passeando sem pressa em um quintal ou jardim e o confundiu com uma tartaruga. Na verdade são animais diferentes. O primeiro vive na terra (Jabuti), e o segundo é aquático (Tartaruga). Assim como muitos outros bichos silvestres, o jabuti esta na lista das espécies brasileiras ameaçadas de extinção e, por isso, é protegido pelo Ibama. Não incentive o trafico de animais silvestres, pois se não tiver aquele que compra não existira o que vende.

domingo, 20 de junho de 2010





Mergulho em alto mar.

Angra dos Reis - RJ




Na primeira vez a sensação é estranha . A máscara. O equipamento incômodo, um pouco pesado. Você entra vagarosamente na água e sua face é submersa. Inspire; o ar você respira sob a água. Em poucos minutos, você se esquecera da máscara. O equipamento passa a ser leve e ágil e você se sente livre como nunca antes. Com a primeira respiração sob a água, a porta para um mundo diferente se abre. Não é um mundo independente, mas não deixa de ser diferente. Sua vida nunca mais será a mesma.

Se você ama a natureza, veio ao lugar certo. Nenhum outro meio ambiente se aproxima da abundância, diversidade e intensidade de um recife de coral. É possível ver mais espécies diversas em dez minutos em um recife do que em dez horas em uma trilha nas regiões silvestres.

O mergulho no fundo do mar fas a adrenalina correr no sangue e provoca emoções fortes. Nada se compara a esta esperiencia, a emoção de respirar debaixo d,água, a liberdade de sentir-se "sem peso" e imagens e sons sem paralelo.